Escolha uma Página

Um novo estudo avaliou a prevalência do uso de cocaína e maconha em adultos que tiveram o primeiro infarto do miocárdio com menos de 50 anos e sua associação com desfechos em longo prazo. Os resultados foram publicados em junho no Journal of the American College of Cardiology (JACC).

Para isso, pesquisadores analisaram retrospectivamente os registros de 2.097 pacientes que tiveram um infarto do miocárdio tipo 1 com ≤ 50 anos de dois hospitais acadêmicos americanos, entre 2000 a 2016. Documentos registraram o uso de maconha e / ou cocaína relatado pelo paciente durante a semana anterior ao episódio ou detectado pelo exame toxicológico. A mediana de follow-up foi de 11,2 anos.

https://pebmed.com.br/infarto-risco-de-morte-e-maior-em-adultos-jovens-que-usam-maconha-ou-cocaina/